quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Já nasceu Chicleteira!!

A minha paixão e a do marido pela banda Chiclete com Banana foi uma das nossas afinidades que sempre muito nos alegrou. E filho de peixe, peixinho é, né? Pelo menos é assim que queremos. Quando estava grávida de Kamille, com 3 meses, fomos a um show em Caruaru - PE. E foi maravilhoso, como todos os outros (antes de engravidar, quase todos os meses íamos a algum em alguma cidade por perto). Mas acho que mais do que nós, quem mais gostou foi Kamille (que ainda nem sabíamos que seria menina) na minha barriga.apesar dos enjoos constantes da época, a viagem foi tranquila (e olha que fomos em excursão) e eu não quis vomitar em nenhum momento.

Voltei para casa decidida a fazer uma roupinha com a pata do camaleão bordada e a frase "Já nasci Chicleteira" para ser uma das primeiras roupinhas que ela fosse vestir. Por incrível que pareça, aqui em Campina Grande não encontrei uma pessoa se quer que fizesse o que eu queria. Apenas camisetas. A gravidez foi passando e chegou o dia dela nascer e eu não havia providenciado nem uma coisa, nem outra. Até que uma grande amiga (Aluska), ao vir nos visitar nos trouxe uma surpresa linda, guardada até hoje com o maior carinho do mundo:

A camiseta ainda meio grande.

A camiseta havia ficado meio grande, mas Kamille ainda a usou por um bom tempo. Foi um presente lindo, que amamos de verdade! Bem, todo esse blá blá blá é para falar de umas opçõeszinhas musicais de Kamille. Mas primeiro eu queria dizer que sou completamente contra criança estar escutando músicas de adulto. Criança tem que escutar música de crianças, cantigas de roda, essas coisas... mas muitas vezes acaba sendo inevitável. Como por exemplo, quando chego na casa da minha mãe e meu irmão tá com o somzão bem alto tocando "Alô, vó" (mais uma que Kamille aprendeu).

"Agora eu fiquei doce", "Vai no cavalinho", "Assim você mata o papai"... essas são apenas algumas das músicas que Kamille já cantarola no meio da casa e ainda faz algumas coreografias. Mas as que mais gostamos é quando ela canta as de Chiclete: "Ô ô ô ô ô ô, chuá chuá chuá", "Chi-cle-te ôba, ôba", "Tu tá tá, tu tu ta ra rá, no Balanço do Chilete Kamillinha vai dnaçar"... e assim por diante.

Hoje, no Programa Encontro, com Fátima Bernardes, a Banda Chiclete com Banana estava e Kamille, ao vê-los, veio correndo pra mim, me chamando e mostrando: "Chiquete Nanana, Mamãe." E ela ficou toda feliz ao vê-los e chamando por Bell. Uma fofura!

Se ela continuar a gostar dos nossos gostos musicais, estamos bem... pois gostamos muito de músicas consideradas bregas, mas que têm letras, como Agnaldo Timóteo, Altemar Dutra, Nelson Gonçalves... Amamos forró-pé-de-serra, Alcimar Monteiro, Os três do Nordeste, Elba, Zé Ramalho, Alceu, Geraldo Azevedo. Ana Carolina, Alcione, Legião, Capital... tanta coisa... Além dos católicos e gospel, como Adriana, Anjos de Resgate, Padre Fábio, Aline Barros... tanta coisa que fico perdida ao citar nomes.

A verdade é que não costumamos escutar os "fenômenos musicais" do momento, mas é inevitável escutar, com toda essa febre por aí. E se Kamille gostar, não será nossa "culpa", pois também apresentamos a ela música de qualidade.

2 comentários:

  1. QUE GOSTOSOO,
    com certeza essa paixão passará pra ela..

    bjos
    perolasdealanis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Mas que coisa mais linda essa camisetinha!!
    A música faz uma diferença e tanto na vida da criança!
    Obrigada pela visita no blog.
    Beijo
    Equipe MR

    ResponderExcluir

Eu e Kamille vamos adorar seu recadinho!!