segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

O primeiro dia de aula

Bem, estou aqui para relatar um dia muito importante nas nossas vidas: o primeiro dia de aula de Kamille. Apesar de muita gente, inclusive as avós, acharem cedo para a pequena iniciar a fase dos "estudos", resolvemos (eu e Alan) colocá-la na escola. Visitamos berçários, mas não gostamos muito. Então passamos a visitar escolas, até que uma logo nos chamou a atenção e decidimos por ela: Colégio Novo Milênio.

Fizemos a matrícula. Com todo o amor do mundo adesivei e organizei todo o material. Compramos a fardinha. E eis que chegou o dia. Apesar de me preparar psicologicamente desde o ano passado para esse dia, não foi o bastante para acalmar o meu coração de mãe. Kamille é muito mimada, apegada à mim, dorme conosco, ainda mama, é ruim de garfo. Em contrapartida é muito sapeca, inteligente e sabe coisas que até Deus duvida. Então seria um desperdício deixá-la em casa apenas assistindo Dora Aventureira, que já é fichinha pra ela. 

Bem, o dia chegou e organizei tudo: sapatos, meias, fardinha, lanchinho... tudo! Tomou banho toda feliz dizendo que ia pro "Tôiégio". Ai de quem dissesse que era escolinha. Ela sempre corrigia (e corrige) dizendo que é "tôiégio"). Assim que Alan estaciona o carro ela logo diz: "Painha, eu tabaia aqui". Pra dizer que ela trabalhava lá. Mas acho que ela queria mesmo dizer que ia estudar lá. hehehhehe.

Fomos direto a sua sala, que estava linda! Bem arruma, cheia de brinquedos e amiguinhos. A "tia" (professora) logo a chamou para seu braço e ela hesitou, mas assim que a tia disse que ia dar um brinquedo ela logo foi. Começou a brincar com as bexigas. Depois a sentei em uma das mesinhas e ela começou a brincar com os brinquedinhos. E lá ficou até a hora que vim embora.

Mas antes eu perguntei: "Kamille, tá gostando daqui?". "Sim, mamãe." - Ela respondeu. "Quer ir embora?" - perguntei. E ela respondeu que não. E perguntei novamente: "Então mamãe pode ir embora?". "Não, mamãe, fica aqui." - ela disse. E fiquei.

Até que um tempinho depois eu disse: "Vou ali fazer xixi e já volto, tá certo?". "Tá." - respondeu ela. E a tranquilizei: "Mas mamãe volta logo pra te pegar, viu meu amor?". E ela: "Tá certo!".

Saí da sala só que não vim logo embora. Fiquei um tempão a observando, como se comportava, como agia. bem calma, serena. Vez ou outra observava alguma criança que insistia no choro, mas sempre atenta ao que estava fazendo: ora brincando com pecinhas de montar, ora folheando um livro, ora fazendo bolinhas com massinhas de modelar. Dei uma volta no colégio e voltei para observá-la. Tudo bem. Fui ao banheiro e voltei para observá-la. Tudo normal. Fui na coordenação e voltei novamente. Tudo ótimo. Então não vi mais motivos para continuar ali. Vim embora.

Mas posso confessar?! Vim chorando e passei a tarde toda com o coração trancado. Ainda me perguntei se eu estaria sendo muito rude em colocá-la na escolinha "tão cedo", apesar de ter visto tantas outras crianças na mesma idade que ela.

Por ser a primeira semana de aula, o colégio liberou mais cedo. Às 16hs. Contei as horas, os minutos, os segundos. E parecia que o relógio ia chegar até as 17hs, mas não chegaria as 16hs. Até que a hora chegou. Fui com o coração na mão, acelerado mesmo. Eu tinha medo de que a professora dissesse que ela não havia se comportado bem. Que havia se esguelado no choro.

Cheguei ao colégio e fui direto à sua salinha. A porta estava tomada por outros pais e eu na ponta dos pés tentando achar minha bruguela. Fiquei impaciente por não vê-la. Perguntei logo à professora e ela me tranquilizou dizendo que ela estava dormindo. Me falou que ela chorou um pouquinho no finalzinho do turno e que ela havia balançado e logo ela tinha caído no sono.

Quando me viu, Kamille ficou manhosa e chorosa. Veio logo ao meu braço e me deu um abraço. O mais gostoso. A tia me falou que ela tinha participado de tudo e que tinha feito até a tarefinha. Fiquei feliz e orgulhosa. Ela voltou pra casa em meus braços, com a cabeça em meu ombro. Vim perguntando tudo o que tinha acontecido e ela sempre me respondendo. Em casa, tirei a farda e ela pediu pra mamar. E agora está ali, super elétrica assistindo Dora Aventureira.

E como imagens falam mais do que palavras eis as fotinhas que a mãe babona aqui tirou:

Com papai.
Com mamãe.

Prontinha pra escolinha.



Brincando com as bexigas.

Fazendo amizades.






E a salinha dela será essa.


Lembrancinha do primeiro dia de aula.

E apesar de toda minha apreensão, fiquei muuuuuuito feliz com esse primeiro dia. Kamille me surpreendeu. E que seja assim durante todos os dias.

Mamãe mais do que orgulhosa!!

12 comentários:

  1. A
    I

    M
    E
    U

    D
    E
    U
    S
    que linda que ela ficou de uniformeee!
    babei na telaaaa...!coisa gostosaaa
    ela vai amaaar ir pra escolaa...
    perolasdealanis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Torço pra que ela seja bem "dada" como a Alanis. Acho uma fofura ela curtindo e participando de todos os eventos da escola.

      Excluir
  2. Ow nossa galeguinha linda "tira de letra" em tudo! Que papai do céu a ilumine nessa nova, longa e gostosa jornada que se iniciou hoje. A dinda ama muito!!!!
    Priscila

    ResponderExcluir
  3. Que legal Mona, adorei o relato. Pretendo colocar a Giulia no meio do ano pois ela ainda fala mt pouco (nao forma frases como a Kamille), daí decidimos esperar... Mas que bom que deu tudo certo, imagino como o coraçao deve ter ficado apertado. Dependentes mesmo somos nós, né? Rsrs acho que quando for a vez da Giulia vai ser de boa tb.. continue nos atualizando da vida "academica" da Kaka rsrs. beijo grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Lu. Eu resolvi colocá-la logo porque tenho outros planos pra mim também. E vou acostumando ela aos poucos, sem pressão. Tomara que na hora da Giulia seja tudo bem também.

      Beijão!

      Excluir
  4. Que lindo Mona!!!To orgulhosa de vc e também da Kamille!Lindas fotos, ela parece encantada com tudo!Já passei por isso, vc não está sendo rude, ao contrário está fazendo junto a seu marido, o melhor que pode por ela! Logo ela estará bem adaptada!!!!beijo nas duas!
    Thais e Benício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ler isso vindo de você me encoraja mais ainda, Thaís. Além de mãe, psicóloga. Se Deus quiser venceremos essa etapa. Antes agora do que mais tarde, né?

      Bjão!

      Excluir
  5. Mona, que registro lindo! Parabéns por relatar essas experiências tão difíceis de se recuperar com o tempo. Ainda não sou mãe, mas pelo que ouço, as incertezas são as mesmas e serão assim pra sempre, a cada nova etapa dessa princesa... admiro vc ainda mais por isso. Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own Kuska, obrigada por palavras tão lindas.
      Tenho certeza que quando chegar sua hora saberás, e sentirás (ainda mais) sobre o que estou falando. Bjão!

      Excluir
  6. Dia importantíssimo Mona!

    Eu acho que sobre a idade cada um sabe quando é a hora.

    Que linda ela uniformizada! Bom demais ela ter gostado. Nesse caso acho que quem sofre somos nós, hehe.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale, Andreia. Sofri tanto na primeira semana. Agora que, aos poucos, estou desencanando...

      Bjão nesse pititico lindo!

      Excluir

Eu e Kamille vamos adorar seu recadinho!!