quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Machucado no queixo;

É, o tempo passa, os bebês crescem, descobrem a liberdade e daí começam os tombos, arranhões, machucados.

Ontem, na hora do almoço, Kamille pega o rádio do pai (vez ou outra ela brincava com ele). Mexe pra lá, mexe prá cá, até que veio o grito: quebrou a antena do rádio, com o queixo. Menino cega mesmo a gente, não é? Foi questão de segundos! Ela estava de pé e puxou a antena. A antena ficou grande e ela sentou, mas sem ter noção de espaço, no que sento, vateu a bendita no queixo e a quebrou.


Ao se quebrar, a antena rasou a pele do queixo dela, levantando a carninha. Ow dó! Meu coração partiu! Quase choro junto com ela, que passou quase 10min chorando sem parar. Coloquei Rifocina, por medo de inflamar. Depois de se calar, começou a brincar com a vovó Maria, que não a via há mais de 1 semana, por estar viajando. E daí não desgrudou mais. Foi a tarde toda, até a noite.

O hematoma está aqui, agora sequinho. E quando a gente pergunta: 
- Kamille, cadê o dodói?
Ela aponta o dedinho para o queixo.


Sei que essa foi apenas a primeira de muitas, mas é que dá uma dó!
Já que é inevitável, tomara que demore muito para outra dessa acontecer!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu e Kamille vamos adorar seu recadinho!!